Bye Bye chupetas…

Manhês,

Hoje venho contar uma novidade muito esperada por mim.:))))
Faz 2 semanas completas que meu Edu largou a chupeta e estou tão feliz que queria muito compartilhar isso com vcs. Queria escrever esse post mais pra frente já que 20 dias nem é tanto tempo assim, mas acho que definitivamente ele não terá recaída. Assim espero! Cheguei a comentar sobre isso no meu Snapchat (niqueleite) e algumas seguidoras me enviaram mensagens contando suas experiências. Vejam bem, fracassar faz parte da nossa rotina de mãe, né? Não existe mãe maravilha, mãe que faz tudo certo o tempo todo, mãe que sabe mais que as outras, mãe que ama mais que as outras. Cada mãe é única e especial para o seu filho e nunca se compare a outras mães. Nunca se sinta inferior pq seu filho ainda usa chupeta, usa fralda ou sei lá o que, ok? Enfim, as mensagens que recebi de outras mães foram de muito aprendizado pra mim. Li tantas histórias, umas de sucesso, outras de fracasso, mas o que contou mesmo pra mim foi essa troca entre nós pq assim pude perceber o quanto esse universo materno é rico e especial. A minha história de sucesso, neste caso, tem o único intuito de ajudar outras mães. Saibam que a gente se supera sim, principalmente quando queremos. Todo o amor que depositamos na maternidade se transforma em força, em garra, em vontade de fazer sempre o melhor. Mãe é um bicho forte e nosso instinto mostra que somos muito mais do que imaginamos, né?

img_8218
Bem, o trabalho de “deschupetamento” do Edu começou faz alguns meses. O Théo parou de usar por conta de uma estomatite que ele pegou quando tinha por volta de 1 ano e 9 meses. Já Edu não pegou a estomatite do irmão e continuou a usar. A gente sempre escuta várias opniões a respeito sobre quando devemos intervir de verdade nessa questão da chupeta. Segundo dentistas, a idade em que a criança pode usar chupeta sem comprometer a arcada dentária é até os 3 anos. Porém ,algumas crianças desenvolvem a mordida aberta antes disso e então é necessário que se tire a chupeta o quanto antes. No caso do Edu, comecei a perceber uma leve alteração na mordida dele justamente agora que ele largou. Ufa!
Nossas conversas começaram com o discurso que ele estava crescendo. Todos os dias eu enfatizava que ele era uma menino grande, que era importante para ele nos mostrar que não é mais bebezinho. Dizia que se ele continuasse usando, com um tempo, os dentinhos ficariam tortinhos. Porém, ele sempre mostrava que não se preocupava com isso e parecia não dar a mínima importância pra tudo o que eu dizia. Só que o discurso diário, em momentos oportunos, de alguma forma contribui sim, nem que seja no subconsciente. E assim fui seguindo, confiante de que eu conseguiria.
A chupeta só era usada na hora de dormir, mas mesmo assim ele não conseguia dormir sem nenhum diazinho sequer. Era como um vício e eu me sentia a maior culpada por ter contribuído para isso, afinal, fui eu quem ofereci a chupeta enquanto ele ainda era um bebê.

Depois de tantas tentativas frustradas, uma noite meio que sem querer, meu marido perguntou se ele gostaria de dormir agarradinho com algo. E na mesma hora ele disse que queria dormir com uma caixa de massinha Play Doh. E então meu marido aceitou mas só se ele trocasse a caixa pela chupeta. Edu na mesma hora tirou a chupeta e ganhou a caixa de massinhas. E então, ele dormiu agarrado com a caixa e essa foi a primeira noite inteira sem. Sem chupeta e sem stress.
No outro dia fomos no quarto dele e fizemos uma festa assim que ele acordou. Papai e mamãe aplaudimos muito o nosso pequeno e dissemos que estávamos muito orgulhosos dele. Que finalmente Edu estava virando um menino grande. Chegou a noite, Edu custou a adormecer. Ele se mexia bastante, parecia incomodado, mas não pediu a chupeta. No terceiro dia a mesma coisa e então no outro dia viajamos. Claro que levei todas as chupetas caso acontecesse uma recaída, mas não precisei nem tirá-las da bolsa. A partir dali, meu menino se mostrou bem forte e nunca mais usou. Foi do jeito mais natural possível e sem traumas. Nunca pensei que seria fácil mas acho que o fato dele já entender tudo o que falo, contou muito, né? Vejo o quanto foram importantes todas as conversas que eu insistia em ter com ele.
Mas agora vem a parte mais louca dessa história…
Ontem, quando eu estava arrumando as coisinhas dos meus filhos, me deparei com a caixinha  que costumava guardar as chupetas do Edu.

Processed with VSCO with hb1 preset
Processed with VSCO with hb1 preset

Ali mesmo eu desabei. Chorei por ver a chupetinha de sapinho que ele mais gostava, chorei por perceber que as chupetas seriam passado, chorei por ter certeza que não tenho mais bebês em casa, chorei pq já sentia falta dos barulhinhos que ele fazia com a chupeta na boca, chorei pq essa fase agora virou passado. Quem me entende e se identifica? A gente faz tudo pra conseguir mas depois que consegue bate melancolia. Vai entender… Ao mesmo tempo respirei fundo e falei pra mim mesma: “Monique, vc fez o certo e esse foi um ato de amor.” Pronto, a melancolia foi embora. Os filhos crescem e a gente precisa entender isso, né?

Bem, espero que a minha história sirva para ajudar a muitas de vcs. Boa sorte para quem está passando por isso. Juntas somos mais fortes, né? Se quiserem compartilhar suas histórias, sintam-se a vontade.

E viva a vida sem chupetas!!!! Uhuuu! Como está sendo bom.

Xoxo

Monique Leite

Escrito por

Formada em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense, trabalhou durante anos como Mídia Online em Agências de Publicidade e lá respirava internet. Se especializou no Google Analytics, Google Adwords e um belo dia resolveu mudar. Hoje é aspirante a Fotógrafa, blogueira nas horas vagas, mamãe dos gêmeos Edu e Théo e que vive a maternidade em tempo integral. É louca por moda, viagens, makeup e tudo que conspira a favor do universo feminino.

3 thoughts on “Bye Bye chupetas…

  1. Oi Nique
    Esse post era muito esperado por mim pq meu filho tem 5 anos e não larga a pep^dele por nada. Os dentes já estão tortos e me sinto uma péssima pessoa. Obrigado por dividir isso com outras mães. preciso de ajuda.

  2. Eu tirei a chupeta do meu filho com 2 anos e 10 meses. Ele deu a chupeta para o Papai Noel e no outro dia chorou pois queria de volta. Não dei e ele chorou pormais duas noites até que não pediu nunca mais. Seu relato foi tão emocionante no final. No fundo não queremos que os filhos cresçam tão rápido. Me vi em vc. Parabéns pelo post e blog novo. Gostei bastante

  3. Monique, te entendo quando disse que não aceita que as fases passam. Pois bem, elas passame voam. Aproveite cada segundo dos seus filhos. Eu tenho uma menina de 15 anos e um menino de 10. Lembro do dia que não quiseram mais dormir na minha cama a noite e te digo que dói. Queria muito que o tempo voltasse.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s